segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Viver é Mais Importante do que Fazer

Recebi um e-mail interessante hoje. Olha o que ele dizia:

"'Isaías 9:6 - Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz.'

Jesus nunca escreveu um livro, jamais se casou, nunca permitiu que fosse feito alguma representação artística de sua aparência física. Entretanto, sua vida e ministério transformou profundamente a história da humanidade e mesmo hoje, dois mil anos depois do seu nascimento, Ele continua regenerando vidas e formando discípulos.

Sendo homem, Ele sentia sede, mas como Deus, saciava a alma das pessoas."

Jesus dividiu a história, mudou as gerações, transformou os corações, nos carregou para o reino da luz, nos fez filhos de Deus, e tudo isso sem usar os métodos convencionais humanos. Ele apenas viveu como filho de Deus e nada mais! Ele não pediu para publicarem a sua pregação no jornal nem pedia dinheiro para poder pagar o seu programa de TV para que a mensagem alcançasse a muitos. Ele, como homem, apenas VIVIA o evangelho.

Então é isso: Quer mudar a história? Quer incendiar a todos os que passarem pelo seu caminho com fogo? Quer iluminar o entendimento dos incrédulos quebrando o senhorio do deus deste século de sobre eles? VIVA O EVANGELHO. Jesus é lembrado até hoje apenas por viver. Será que você é, pelo menos, lembrado como cristão pelos que te conhecem?

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Esmurrando o Corpo - Watchman Nee




[Trecho do Sermão "Esmurrando o Corpo"]

"Desejamos, antes de tudo, deixar claro que o autor da epístola aos Coríntios não era um ascético. Ele não concorda com os que ensinam que o corpo é um estorvo do qual devemos nos desfazer, é nem tampouco que ele seja a fonte do mal. Pelo contrário, na mesma carta ele declara que o corpo do cristão é o templo do Espírito Santo, e que o dia virá, quando a redenção do nosso corpo será uma realidade e teremos corpos glorificados. Nenhum traço de asceticismo deve estragar a concepção cristã acerca do "esmurrar o corpo". Repudiamos o pensamento de que o corpo é um embaraço para nós e que é a fonte do pecado; porém, na verdade reconhecemos que podemos pecar com o corpo, e que ainda continuaremos a fazêlo, mesmo que venhamos a tratá-lo drasticamente."

"Paulo enfatiza a necessidade de auto-disciplina por parte de todo competidor. Aqueles que competem pelo prêmio devem exercer um controle rigoroso sobre si mesmos. Antes dos jogos, durante o período de treinamento, não podem comer quando desejarem nem o que desejarem; muitas cousas que normalmente seriam permitidas, já não são mais. E quando entram na corrida, fortes regras devem ser usadas; do contrário, estarão desqualificados. Você diz: Eu preciso ter isto, preciso ter aquilo. Está bem! Se você não é um competidor nos jogos, você pode; mas se você é, então, você deve ter o seu corpo sob absoluto controle. O que significa a expressão "em tudo se denomina"? Significa que não devemos permitir que o corpo faça exigências excessivas; sua liberdade tem que ser cortada. O corpo não está na corrida para satisfazer suas exigências relacionadas à comida, bebida, vestimenta ou dormir; ele está lá para realizar uma função — correr, e correr de tal maneira que o prêmio seja garantido."

"Irmãos e irmãs, se vocês ainda não trouxeram os seus corpos sob controle, seria melhor vocês refletirem sobre a obra e adquirirem domínio sobre eles, antes de tentarem exercer autoridade
em qualquer esfera mais ampla. Você pode ter um grande prazer na obra, mas ela será de pouco valor se você for dominado pelas suas súplicas físicas. Servir ao Senhor não é só um problema de pregar sermões de uma plataforma. Paulo sabia disto."

"Aquela noite, no jardim do Getsêmani, o Senhor tomou à parte três de seus discípulos e disse-hes: "A minha alma está profundamente triste até à morte; ficai aqui e vigiai". Mas quando voltou da oração, Ele os achou dormindo, e disse a Pedro: "Simão, tu dormes? Não pudestes vigiar nem uma hora?" Não, eles não podiam vigiar com o nosso Senhor nem por uma hora; a súplica pelo sono os venceu. O que está errado em querer dormir à noite? Nada. Mas, se o Senhor nos pede para vigiarmos com Ele e nós obedecemos às súplicas de nosso corpo, invés de Lhe obedecermos, teremos falhado como Seus servos. Isto não quer dizer que podemos ficar eternamente sem dormir, pois somos seres humanos e não espíritos; mas isto, na realidade, significa que se queremos satisfazer a necessidade do Senhor, devemos manter constantemente o corpo sob controle, para que este se torne acostumado à fadiga.[...] Quando nosso Senhor achou seus discípulos dormindo, depois de ter-lhes seriamente pedido que vigiassem, Ele expôs o problema: "O espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca". De que adianta ter um espírito pronto se a carne é impotente para fazer o que o espírito deseja? Se a carne está fraca, mesmo um espírito pronto não pode manter você acordado. Se você deve vigiar com o Senhor quando Ele pede, você irá precisar de um corpo pronto tanto quanto um espírito pronto. O corpo não é um estorvo, é um servo que necessita de treinamento para servir bem; e o treinamento tem que ocorrer sob circunstâncias, costumeiras para que então, este esteja sempre pronto para satisfazer a exigência de circunstâncias extraordinárias."

Watchman Nee

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Examinando o Arrependimento através do Desejo pela Herança

"E o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda"
[Lc 15.12]

Dois irmãos. O mais novo pede a herança. o pai dá a herança para os dois. Perceba que até agora a unica diferença entre eles era a idade. Nada mais é usado para diferenciar os dois irmãos. Agora nós vemos o coração dos dois:

"E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente"
[verso 13]

Veja que agora que nós podemos saber a intenção do coração de cada um. Quem pediu a herança? Quem juntou tudo e usou para viver dissolutamente longe do pai? O mais moço. O mais velho não pediu herança nem mudou o seu coração ao recebê-la. Ou seja: O mais moço estava com o pai pelas coisas que ele podia lhe oferecer. O que determina se você é um filho pródigo não é o fato de estar ou não na casa do pai. Isso é determinado pelo desejo do seu coração. Filhos pródigos são gerados a todo momento com essa forma moderna de evangelismo. Venha que Jesus te da casa, carro, paga as suas contas e ainda te leva pra um lugar melhor do que esse quando você morrer. As pessoas lotam a "Casa do Pai", pegam sua herança e saem para gastar no mundo.

Mas aí o que acontece? Quem está na casa do Pai, mas de olho na herança, acaba comendo lavagem de porcos. Só depois de chegar ao fundo do poço o filho pródigo se dá conta de que vivia melhor com o pai.

"Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti; Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus empregados"
[versos 18-19]

Agora vemos o que o verdadeiro arrependimento produz no coração humano: "Trata-me pelo menos como um dos teus empregados". Agora ele não estava mais de olho nos bens. Isso já não importava. O verdadeiro arrependimento tira no nosso foco dos bens materiais e coloca o nosso foco nos bens espirituais. Examine o seu coração. Você é o filho pródigo ou o filho mais velho? Se houver verdadeiro arrependimento no seu coração, Deus vai trazer o novilho gordo da sua Presença e da comunhão com o Espírito Santo para que o seu coração se encha de alegria no Senhor. O reino de Deus é justiça, paz e ALEGRIA no Espírito Santo.

Paz...

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Quanto me custa ser Cristão?

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

3 X 4 Cântaros de água



"E disse: Enchei de água quatro cântaros, e derramai-a sobre o holocausto e sobre a lenha. E disse: Fazei-o segunda vez; e o fizeram segunda vez. Disse ainda: Fazei-o terceira vez; e o fizeram terceira vez; De maneira que a água corria ao redor do altar; e até o rego ele encheu de água"
[ I Rs 18.34-35 ]

Se imagine nessa situação: Já tem três anos que não chove. Seca extrema. O povo morre de sede e fome. Então alguém bate na sua casa e diz: "Reunião na praça! É obrigatória a presença de todos". Você se dispõe a ir. Quem sabe o governo não irá dar comida?

Ao chegar lá você nota que é apenas uma discussão religiosa: O Deus que responder com fogo é o Deus verdadeiro. Você não põe muita fé naquilo, até que um maluco pega quatro cântaros com água e joga em cima de um altar que ele tinha feito para o Deus dele. Você pensou que nunca tinha visto tamanha burrice até ver que ele repete a dose. E como se não bastasse, ele faz mais uma vez! Doze cântaros do líquido mais precioso do universo [principalmente em um momento de seca] derramados em um monte de pedras! Isso sim era maluquice!

Você consegue compreender o preço que Elias estava pagando naquela oferta? Você seria capaz de entregar tanto a Deus para ver o fogo dEle te incendiar? Eu já ouvi muitas pregações sobre essa passagem e todas focam no fogo, mas o fogo foi apenas uma resposta de Deus ao sacrifício de Elias.

Quanto você está disposto a pagar para que a voz profética de satanás seja extinguida na sua cidade? Quem faz o que ninguém faz, recebe aquilo que ninguém recebeu.

Paz

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Paul Washer - Jesus Cristo Morreu


quarta-feira, 18 de novembro de 2009

Apascentando Ovelhas ou Entretendo Bodes? [ C. H. Spurgeon ]

Tradução: Walter Andrade Campelo

Um mal está no declarado campo do Senhor, tão grosseiro em seu descaramento, que até o mais míope dificilmente deixaria de notá-lo durante os últimos anos. Ele se tem desenvolvido em um ritmo anormal, mesmo para o mal. Ele tem agido como fermento até que toda a massa levede. O demônio raramente fez algo tão engenhoso quanto sugerir à Igreja que parte de sua missão é prover entretenimento para as pessoas, com vistas a ganhá-las.

Da pregação em alta voz, como faziam os Puritanos, a Igreja gradualmente baixou o tom de seu testemunho, e então tolerou e desculpou as frivolidades da época. Em seguida ela as tolerou dentro de suas fronteiras. Agora as adotou sob o argumento de atingir as massas.

Meu primeiro argumento é que prover entretenimento para as pessoas não está dito em parte nenhuma das Escrituras como sendo uma função da Igreja. Se este é um trabalho Cristão, porque Cristo não falou dele? "Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura." (Marcos 16:15). Isto está suficientemente claro. Assim teria sido se Ele tivesse adicionado "e proporcionem divertimento para aqueles que não tem prazer no evangelho." Nenhuma destas palavras, contudo, são encontradas. Não parecem ter-lhe ocorrido.

Então novamente, "E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores... para a obra do ministério" (Efésios 4:11-12). Onde entram os animadores? O Espírito Santo silencia no que diz respeito a eles. Foram os profetas perseguidos porque divertiram o povo ou porque o rejeitaram? Em concerto musical não há lista de mártires.

Além disto, prover divertimento está em direto antagonismo com o ensino e a vida de Cristo e de todos os seus apóstolos. Qual foi a atitude da Igreja quanto ao mundo? "Vós sois o sal" (Mateus 5:13), não o doce açucarado - algo que o mundo irá cuspir e não engolir. Curta e severa foi a expressão: "deixa os mortos sepultar os seus mortos." (Mateus 8:22) Ele foi de uma tremenda seriedade.

Se Cristo introduzisse mais brilho e elementos agradáveis em Sua missão, ele teria sido mais popular quando O abandonaram por causa da natureza inquiridora de Seus ensinos. Eu não O ouvi dizer: "Corra atrás destas pessoas, Pedro, e diga-lhes que nós teremos um estilo diferente de culto amanhã, um pouco mais curto e atraente, com pouca pregação. Nós teremos uma noite agradável para as pessoas. Diga-lhes que certamente se agradarão. Seja rápido Pedro, nós devemos ganhar estas pessoas de qualquer forma." Jesus se compadeceu dos pecadores, suspirou e chorou por eles, mas nunca procurou entretê-los.

Em vão serão examinadas as Epístolas para se encontrar qualquer traço deste evangelho de entretenimento! A mensagem delas é: "Saia, afaste-se, mantenha-se afastado!" É patente a ausência de qualquer coisa que se aproxime de uma brincadeira. Eles tinham ilimitada confiança no evangelho e não empregavam outra arma.

Após Pedro e João terem sido presos por pregar o evangelho, a Igreja teve uma reunião de oração, mas eles não oraram: "Senhor conceda aos teus servos que através de um uso inteligente e perspicaz de inocente recreação possamos mostrar a estas pessoas quão felizes nós somos." Se não cessaram de pregar a Cristo, não tiveram tempo para arranjar entretenimentos. Dispersos pela perseguição, foram por todos lugares pregando o evangelho. Eles colocaram o mundo de cabeça para baixo (Atos 17:6). Esta é a única diferença! Senhor, limpe a Igreja de toda podridão e refugo que o diabo lhe tem imposto, e traga-nos de volta aos métodos apostólicos.

Finalmente, a missão de entretenimento falha em realizar os fins desejados. Ela produz destruição entre os novos convertidos. Permita que os negligentes e escarnecedores, que agradecem a Deus pela Igreja os terem encontrado no meio do caminho, falem e testifiquem. Permita que os oprimidos que encontraram paz através de um concerto musical não silenciem! Permita que o bêbado para quem o entretenimento dramático foi um elo no processo de conversão, se levante! Ninguém irá responder. A missão de entretenimento não produz convertidos. A necessidade imediata para o ministério dos dias de hoje é crer na sabedoria combinada à verdadeira espiritualidade, uma brotando da outra como os frutos da raiz. A necessidade é de doutrina bíblica, de tal forma entendida e sentida, que coloque os homens em fogo.

Pr. Charles Haddon Spurgeon

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

O Primeiro Amor

Nada que eu escreva aqui vai expressar isso melhor do que essa música...



segunda-feira, 9 de novembro de 2009

É tudo uma questão de suprimento...


"Assim será o mantimento para provimento da terra, para os sete anos de fome, que haverá na terra do Egito; para que a terra não pereça de fome"
[ Gn 41.36 ]

Deus avisa a Faraó que haverá fome na terra. A idéia que José dá para proteger o Egito é ajuntar na fartura e poupar para os tempos de fome. Eu sei que pregadores famosos nunca comparariam isso com o pecado, mas na minha pequena caminhada cristã eu tenho visto que o pecado é isso. Eu tenho uma definição de pecado: Pecado é tentar saciar um desejo divino [um desejo que Deus coloca em nós] fora do tempo determinado e/ou por meios que não estão de acordo com a Palavra.

Os desejos que Deus colocou em nós podem ser o desejo pelo sexo, o desejo de se relacionar, de ser aceito pela sociedade, entre outros. Se pegarmos por exemplo o desejo de ser aceito, encontraremos o alvo de alguém que mente sobre si. Eu conheço algumas pessoas que dizem "eu faço isso, faço aquilo outro, tenho isso também" e na verdade é tudo mentira. O desejo de ser aceito é normal. Deus nos fez assim. Mas essas pessoas mentem [utilizam um meio que não está de acordo com a Palavra] para alcançarem o que desejam. Quando um jovem faz sexo sem estar casado com a pessoa, ele está tentando saciar um desejo que Deus colocou dentro dele, mas no momento errado.

A base da cobiça é essa: Querer suprir um desejo natural, que vem de Deus, da forma mais fácil. Percebe como tudo não passa de fome? A fome é um desejo que Deus colocou no nosso coração para manter-nos vivos. E como acabar com a fome? Se suprindo nos tempos de fartura. E como se suprir? Eis a questão...

"Assim como o Pai, que vive, me enviou, e eu vivo pelo Pai, assim, quem de mim se alimenta, também viverá por mim. Este é o pão que desceu do céu; não é o caso de vossos pais, que comeram o maná e morreram; quem comer este pão viverá para sempre"
[ Jo 6.57-58 ]

Ou seja, Jesus é o suprimento. As palavras dEle nos vivificam [ Jo 6.63 ]. Mas cada tipo de fome é suprida de uma forma diferente. A fome espiritual é suprida pela Palavra. A fome emocional é suprida pelas linguagens emocionais [ toque físico, palavras de afirmação, presentear, dar e receber atenção das pessoas ]. A fome física é saciada com alimento. Saiba discernir as coisas. Estamos vivendo num tempo em que tudo é espiritualizado. Há coisas, como o abraço, que continuam sendo simples e necessárias...

Fiquem na paz

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Cadê o meu sininho?



"E, descendo ele do monte, seguiu-o uma grande multidão. E, eis que veio um leproso, e o adorou, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo. E Jesus, estendendo a mão, tocou-o, dizendo: Quero; sê limpo. E logo ficou purificado da lepra."
[ Mt 8.1-3 ]

Engraçado como as coisas são... Nós nos conformamos em ler esse texto e simplesmente parar no: "Ah sim... Jesus o tocou e ele ficou curado..." Vamos um pouco mais fundo... Vamos entrar na cultura judaica. Os leprosos carregavam um sininho que mantinha as pessoas longe dele, avisando que alguém cerimonialmente impuro estava se aproximando. Ele não podia ser tocado por ninguém que também não fosse leproso. A sociedade fazia questão de lembrar isso o tempo todo. Aquele sininho não permitia que eles esquececem da sua lepra.

Agora imagine a vida, por exemplo, de Pedro. Pedro nasceu, amado pelos pais [Lógico que eu estou no campo das suposições], criado com amor, abraços... Jesus vem e dá um abraço nele. Cutuca ele para mostrar algo. Toca ele várias vezes no dia e por isso o toque não tem muito valor.

Para aquele leproso o toque era totalmente diferente... Você consegue enxergar isso? Jesus tocou o leproso antes que ele fosse curado. Aquele toque dizia: "Eu te amo, não importa o quanto você esteja enfermo, nem o quanto você esteja fedendo". Lepra era sinal de pecado. Jesus estava dizendo: "Não me importa o nível de pecado em que você está. Eu quero te tocar para arrancar todo esse pecado de você. Não precisa parar de beber, fumar, se drogar... Você não consegue sozinho. O meu toque vai fazer isso em você".

Você consegue entender? O toque de Jesus era o mesmo quando era aplicado em Pedro, ou no leproso, ou em qualquer outra pessoa. O que faz a diferença é a forma como recebemos o toque. E é aí que entra a Palavra.

Havia um sininho, colocado pelos sacerdotes, que dizia para ele e para as outras pessoas que ele era leproso. Os sacerdotes representam a lei de Deus. A Palavra é o "sininho" que nos define como pecadores. É nela que está escrito "Todos pecaram" [Rm 3.23 ]. Quando esse "sininho" está no lugar, o toque de Deus é transformador, a ponto de arrancar a lepra. Quer uma base bíblica para isso?

"Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça."
[ I Jo 1.7-9 ]

Leia a parte grifada. É exatamente isso o que aconteceu com o leproso.

Abraços,

Fiquem com Deus

Vinícius Santos Albuquerque

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Cristãos Radicais

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Paul Washer - A Doutrina Esquecida

Paul Washer faka sobre as evidências de salvação na vida de um convertido.


quinta-feira, 25 de junho de 2009

Ajuntai!!!


"Mas ajuntai tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem consomem, e onde os ladrões não minam nem roubam"
(Mt 6.20)

Quero hoje desfazer uma mentira que se tem ouvido nas igrejas a muito tempo... "Não devemos ser ambiciosos com Deus. Não devo fazer para receber recompensa". Vamos ver o que Jesus diz a respeito?

"Para que a tua esmola seja dada em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, ele mesmo te recompensará publicamente.[...] Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente. [...] Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós. [...] Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, Para não pareceres aos homens que jejuas, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente."
(Seleções de Mt 6.1-20)

O primeiro ponto a se analisar é que, se Jesus quisesse que nós fizéssemos por outro motivo, Ele teria colocado esse motivo. O motivo que Ele dá é sempre "Deus te dará uma recompensa". Aí alguém preguiçoso copia um discurso muito bonito de uma religião oriental e começa a dizer na casa de Deus que não se deve fazer para receber recompensa. Aí as pessoas, que também são preguiçosas como o pregador, acolhem o discurso e negam a toda oportunidade de fazer uma boa ação por dois motivos: "Não vou receber nada por isso", que é o motivo dos mais sinceros; e "Não devo fazer por recompensa", que é o motivo que mascara o primeiro, pois na verdade o motivo pelo qual todos não fazem é o primeiro. E ainda enfeitam, dizendo que "os espíritas são assim, mas nós... Nunca seremos"!

O segundo ponto a se analisar é que Jesus disse "Ajuntai tesouros no céu". É ordem dEle. Ele mandou que nós ajuntemos tesouros no céu. Ele ordenou que nós corressemos atrás de nosso galardão. Mas vamos ler mais versículos:

"Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?"
(Mt 6.15-16)

Pelos frutos nós somos conhecidos. O fruto é a única coisa que não pode mentir. Se você olhar o que as minhas obras produziram, você me conhecerá. O que diz que eu sou cristão é o que eu faço e não o que eu digo. Esse é o método que Deus usa para nos analisar. Em apocalipse, Ele diz "Sei das tuas obras, sei que não és frio nem quente". Ele olhou para as obras para saber a temperatura dos cristãos. Não é apenas fazer, mas produzir bons frutos daquilo que eu fiz. E isso só é possível através do mover do Espírito nas nossas vidas.

Clame para que Deus mude os seus frutos, porque nós precisamos deles para que Deus saiba que somos cristãos quentes.

Paz...

terça-feira, 23 de junho de 2009

Não Desperdice a Sua Morte

Por favor... NÃO DESPERDICE A SUA MORTE!

Viva o dia de hoje como se Jesus fosse voltar hoje. Jesus vai voltar hoje, porque quando chegamos ao amanhã, ele já não é mais amanhã, mas sim hoje. Quando o Dia chegar, será chamado de "hoje". E o maior erro que as pessoas cometem é achar que não pode ser hoje. Não é uma coisa longe. Está próximo. Se João disse que estava na última hora (I Jo 2.18), imagine agora! Estamos nos ultimos segundos...

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Nem que viesse de skate!


"E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade."
(Mt 7.23)

Você já viu a abordagem de alguém que quer evangelizar? É mais ou menos assim: "Você conhece a Jesus? Ele é [adjetivos]"... Tenho percebido que o importante não é conhecer Jesus, mas Ele conhecer a nós. Antes que você venha me apedrejar com a sua teologia, preste atenção no versículo base desse texto: "Nunca vos conheci". Jesus poderia dar zilhões de motivos para não deixar alguém entrar no céu, mas o motivo que ele dá é "Nunca vos conheci".

Numa pregação, Paul Washer dá o seguinte exemplo: "Se eu chegar na porta da Casa Branca e disser para eles abrirem porque eu conheço o presidente, isso não terá muito efeito. Mas se o presidente disser que me conhece, isso fará toda a diferença. As portas seriam abertas para mim". Você está entendendo o que eu estou querendo dizer? A igreja está lotada de pessoas que "conhecem" a Jesus (Ou seria "Acham que conhecem"?) mas Ele conhece a muito poucos...

O que faz Jesus me conhecer? Simples. Como você conhece a alguém? Essa pessoa diz coisas sobre ela, vocês passam a conviver juntos, e , DURANTE O RELACIONAMENTO, vocês se conhecem. Jesus me conhece através do relacionamento. Se você, amado amigo, que está lendo este texto é um dos milhões que não meditam na Palavra, não separam um tempo para orar, mas vai aos cultos, e vai ao monte orar quando quer uma benção... Sinto lhe dizer que há grandes chances de você não ser salvo, porque Jesus não lhe conhece. Se a pessoa que você quer conhecer esconder coisas de você, ficará difícil conhecê-la.

"E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz (...). Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos(...). Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado."
(I Jo 1.5-7)

É interessante como esse versículo parece distoar de tudo o que nós ouvimos nas igrejas. Nós achamos que os nossos pecados são perdoados através de uma oração. A Palavra diz que é através do relacionamento.

Ter comunhão com Deus é andar na luz. Andar na luz significa ser transparente diante de Deus. Quando você quer esconder algo, leva para o lugar mais difícil de enxergar, que geralmente é na escuridão. Quando queremos que os outros vejam, colocamos à vista, num lugar iluminado. Andar na luz é colocar os meus passos, minhas atitudes num lugar totalmente exposto para Deus. Eu sei que isso soa meio estranho. Nós aprendemos que Deus conhece tudo, e ele realmente conhece. Mas andar na luz aqui está no sentido de "não esconder nada de Deus".

E aí? Você é salvo? Ele te conhece? Lembre-se de que no céu bode não entra... Um colega meu dizia, quando não acreditava em algo que nós dizíamos: "Se você fosse um saci que dá rasteira ou um bode de skate, nós poderíamos até pensar no seu caso"... Jesus não deixa bode entrar. Nem andando de skate...

Paz

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Você é um Cristão? - Mark Driscoll

Uma dúvida que sempre paira na mente de alguns cristãos: Eu sou salvo? Eu sou cristão? Nesse vídeo Mark Driscoll dá uma explicação muito boa sobre como saber a resposta dessa pergunta.

Obs.: A legenda precisa ser ativada no youtube. O ultimo botão da direita, que é um triângulo, tem essa opção.

sábado, 13 de junho de 2009

Seis sugestões para quebrar a fome por entretenimento imediato.

Jonh Piper, do ministério Desiring God

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Índios Cherokees

Repassando um e-mail que recebi....

Você conhece a lenda do rito de passagem da juventude dos índios Cherokees?

O pai leva o filho para a floresta durante o final da tarde, venda-lhe os olhos e deixa-o sozinho. O filho se senta sozinho no topo de uma montanha toda a noite e não pode remover a venda até os raios do sol brilharem no dia seguinte.

Ele não pode gritar por socorro para ninguém. Se ele passar a noite toda lá, será considerado um homem. Ele não pode contar a experiência aos outros meninos porque cada um deve tornar-se homem do seu próprio modo, enfrentando o medo do desconhecido. O menino está naturalmente amedrontado. Ele pode ouvir toda espécie de barulho. Os animais selvagens podem, naturalmente, estar ao redor dele. Talvez alguns humanos possam feri-lo. Os insetos e cobras podem vir picá-lo. Ele pode estar com frio, fome e sede. O vento sopra a grama e a terra sacode os tocos, mas ele se senta estoicamente, nunca removendo a venda. Segundo os Cherokees, este é o único modo dele se tornar um homem.

Finalmente...

Após a noite horrível, o sol aparece e a venda é removida. Ele então descobre seu pai sentado na montanha perto dele. Ele estava a noite inteira protegendo seu filho do perigo.

Nós também nunca estamos sozinhos! Mesmo quando não percebemos Deus está olhando para nós, sentado ao nosso lado. Quando os problemas vêm, tudo que temos a fazer é confiar que ELE está nos protegendo.

Apenas porque você não vê Deus, não significa que Ele não esteja conosco. Nós precisamos caminhar pela nossa fé, não com a nossa visão material

"Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se vêem".
(Hebreus 11:1)

"porque ele disse: Não te deixarei, nem te desampararei."
(Hebreus 13.5b)

domingo, 31 de maio de 2009

Você é o Leproso ou a Multidão?


"E, descendo ele do monte, seguiu-o uma grande multidão. E, eis que veio um leproso, e o adorou, dizendo: Senhor, se quiseres, podes tornar-me limpo. E Jesus, estendendo a mão, tocou-o, dizendo: Quero; sê limpo. E logo ficou purificado da lepra."
(Mt 8.1-3)

Quando Jesus descia do monte, sempre tinha uma multidão esperando ele. Pare um pouco e comece a pensar. UMA MULTIDÃO. Essa multidão só seguia a Ele por um motivo: Eles queriam suprir as suas necessidades. Por quê só sobraram 120 dessa multidão depois que Jesus morreu e ressucitou (At 1.15)? Onde estavam os cinco mil que comeram dos cinco pães que Ele repartiu? Foram embora, pois a fome já tinha sido saciada...

Quando a nossa necessidade é satisfeita, tendemos a deixar o Mestre. Será que você é essa multidão que está só esperando Deus te atender para virar as costas para Jesus, negar a ele e se unir à multidão que gritava "Crucifica-o!"?

É interessante que o homem que foi destacado dessa multidão foi um leproso. Leproso, pela tradição judaica, era alguém que estava em pecado. A lepra era interpretada como uma manifestação visível da iniquidade. E é exatamente esse, o que tinha tanto pecado visível, que adora a Jesus da forma que Ele queria ser adorado no momento. Ele não adora dizendo "Eu te amo", e muito menos "Eu não posso viver sem Ti". Ele adora dizendo "Se você quiser, eu fico curado, porque eu sei que você tem poder para isso". Muitas vezes a única adoração que Deus quer ouvir dos seus lábios é um pedido de socorro.

Eu não sei por quais situações você tem passado... Talvez você esteja agora sentindo uma tristeza profunda por algo que aconteceu, alguma fatalidade na sua vida. Você pode estar dizendo para si mesmo que Deus nunca vai te aceitar. Você dobra os joelhos para orar todos os dias, mas sente que a sua oração não passa do teto. Você pode ter acabado de pecar e está se sentindo a pessoa mais indigna da Terra...

Deus quer ouvir a sua adoração: "Se você quiser, eu sei que pode mudar a minha vida". Eu tenho uma ótima notícia para você: ELE QUER. Ele quer te tocar e te purificar, curar a sua lepra espiritual. Ore. Clame pela ajuda dEle. Essa é a adoração que Ele quer ouvir de você, porque essa adoração vai liberar o poder de Deus na sua vida.

Seja curado em nome de Jesus...

Paz

terça-feira, 19 de maio de 2009

Você Pode?


"Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece"
(Fp 4.13)


Você já percebeu como satanás tem nos enganado nesse aspecto? Quando as coisas são relacionadas à vontade de Deus, nós não podemos. Olha só algumas mentiras que o diabo nos conta: "Eu não posso orar porque estou cansado, porque não sei, porque estou em pecado. Eu não posso viver em santidade porque sou fraco, porque não consigo ler a Bíblia o suficiente, porque não oro o suficiente". Você reconhece isso? Impressionante como você e 90% dos jovens pensam da mesma forma! Isso tem um motivo. O plano de satanás é esse. Ele faz você acreditar nessas mentiras.

Outras mentiras que ele conta: "Eu posso pecar sim! Olha lá aquele líder, aquele levita. Se todos soubessem o que eu sei da vida dele... E não aconteceu nada com ele. Ele não morreu, não foi disciplinado, não foi castigado por Deus. Já que não tem consequencias, por que eu não faço o mesmo?"

A Palavra diz que a verdade liberta (Jo 8.32) e hoje eu vim trazer uma palavra de libertação para você:


"Deus só mandou o pássaro voar porque deu asas à ele. Deus só fez o coelho comer apenas verduras porque é o alimento que ele tem condições de adquirir. Deus ordenou que o leopardo fosse carnívoro porque lhe deu condições de caçar. E Deus só nos manda viver em santidade porque sabe que nos deu poder para isso."

Pr. Lúcio Barreto


Deus é justo. Ele não iria nos pedir para fazer algo que não temos condições de fazer. Então hoje eu te digo: Cristo te fortalece! Você tem poder em Jesus para vencer as tentações. Como conseguir esse poder? Decidindo viver em amor. Quando agimos com amor estamos no centro da vontade de Deus. Nas suas próximas atitudes, pense sempre: "Se eu amasse a essa pessoa, eu agiria dessa forma com ela?"; "Se eu amasse a Deus, eu faria isso com Ele?". Aqui está o poder para vencer as tentações: O AMOR. Você vai usá-lo, ou vai continuar tomando pancada do diabo?

Paz

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Camelô de Pombo


"E disse aos que vendiam pombas: -Tirem tudo isso daqui! Parem de fazer da casa de meu Pai um mercado!"
(Jo 2.16)

Existe uma onda muito conhecida nas igrejas hoje em dia, que é a venda desse "rato-de-asa" conhecido como pomba. Houve na igreja um grande avivamento no últimos anos com curas, milagres, prosperidade, bençãos e etc. Mas isso passou de um "acontecimento casual" para "regra" pelo grande retorno que traz, não para Deus, mas para os preletores e nomes das congregações. Nesse texto Deus diz aos vendedores de pombas para tirarem tudo dali, pois o Templo havia se tornado casa de comércio.

Nós temos vendido o Espírito Santo [pomba] dentro da igreja em troca de reconhecimento, status, honra, glória... Nem que seja por um instante... Uma olhada de uma pessoa, o sorriso de um pastor, um tapinha nas costas de um líder... Mendigamos um "sorriso amarelo" o tempo todo na igreja. Por que ninguém varre a igreja 1 hora da manha? Simplesmente porque não tem ninguém para assistir. Por que não oramos por alguém sem que ele saiba, sem dizer o famoso "estou orando por você"? Isso acontece porque queremos glória. No momento em que escrevo isso, minha mente está pensando no retorno que essa mensagem trará pra mim(rsrs)! Essa é a nossa tendência: querer atrair glória para nós mesmos. Isso acontece por causa do sangue real que corre nas nossas veias, mas esse sangue só corre em nós por graça de Deus, logo, a honra é dEle, para Ele e por Ele.

A glória humana é como crack: uma vez viciados faremos qualquer coisa para ter mais uma dose, mesmo sabendo que é momentânea. Mas a glória de Deus tem peso eterno:

"Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso ETERNO de glória mui excelente"
(2Co 4:17)

Temos que aprender a orar no secreto, jejuar como se estivéssemos entupidos de comida, e levar a nossa vida espiritual como intimidade com Deus. A intimidade não é exposta. É secreta, íntima.
Que ninguém saiba pela minha boca que eu leio a bíblia. Que ninguém saiba pela minha boca que eu oro. Que ninguém saiba pela minha boca que eu jejuo. Porém, que todos saibam o que Jesus fez!

Paz

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Qual é o motivo?


"Pequeno sou e desprezado, porém não me esqueço dos teus mandamentos"
(Sl 119.141)

Todos os dias milhares de jovens tomam uma surra do diabo. É engraçado como arranjamos desculpas para não cumprirmos os preceitos de Deus. "Poxa Deus... A carne é fraca..."; "Eu só discuti porque ele começou!"; "Se aquela anta tivesse mandado o cheque no momento certo, eu não teria necessidade de fazer isso"; "Se aquela pessoa não fosse tão chata eu até atenderia o telefone, mas é melhor dizer que não estou", e a lista de desculpas não tem fim. E são essas mesmas línguas que estão todos os domingos enchendo as igrejas, dizendo através dos louvores que não podem viver sem Deus. Mas a verdade é que todos os dias expulsam Deus das suas vidas através dessas desculpas.

O salmista tocou exatamente nas duas áreas que usamos como desculpa para não obedecer a Palavra:

1 - "Sou pequeno"

As nossas limitações não são desculpa para desobedecermos a Palavra. Eu ouço praticamente todos os dias jovens dizendo que caíram porque não tem tanta força, porque não são inteligentes, porque não tem habilidade para vencer o pecado e etc. Sabe qual é o verdadeiro problema? Eles usam isso como motivo para esquecer a Palavra. Sabe o que a Palavra diz?

"Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno"
(I Jo 2.14)

Os jovens que tem a Palavra são fortes e vencem o maligno. Na verdade o motivo que eles usam como desculpa para esquecer a Palavra é exatamente o motivo que seria solucionado se eles lembrassem da Palavra.

2 - "Sou desprezado"

O que os outros fazem e a forma como me tratam não é desculpa para esquecer a Palavra. Também ouço muitas vezes esse mesmo texto: "Poxa cara... Ela/Ele me tentou e eu não consegui..." ou então "Meu padrasto/madrasta/pai/mãe me tirou do sério... Aí acabei fazendo besteira". O salmista era desprezado e isso não foi motivo para ele esquecer a Palavra.

O único motivo de não conseguirmos vencer os pecados é não termos a Palavra no coração:

"Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti" (Sl 119.11)

O que você ainda está fazendo aí? Vai meditar na Palavra!!!

Paz...

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Em Nome de Jesus


"Orai sem cessar" (I Ts 5.17)

Recebi um e-mail contando essa ilustração...

O pássaro não cai do galho quando está dormindo. Os tendões dele estão ligados de uma forma que enquanto os joelhos dele estão flexionados, a pata dele não solta o galho. Os dedos dele travam. Assim também, enquanto estivermos de joelhos dobrados, orando, a nossa vida estará firme na Videira.

Mas o que é orar? Muitos acham que sabem, mas nunca oraram como Deus quer. Oração é intimidade. É falar com sinceridade e ouvir o que Deus tem a me dizer. Às vezes ouço orações que me dão sono... Dá para perceber que Deus não está alí. As pessoas se prendem ao "que" falar e não "como" falar. Deus não está interessado nas palavras que vão ser ditas, pois ele conhece o nosso coração e sabe o que vamos dizer. Ele está interessado é no seu interesse.

O que eu quero dizer com isso é o seguinte: O seu coração é o que importa. Ele está de olho no seu desejo. Se você está interessado em se relacionar com Ele, conversar, então Ele presta atenção na sua oração e ouve. Alguém pode dizer que Ele ouve quando nós oramos em nome de Jesus....

Você sabe o que isso significa? O que é orar em nome de Jesus? É orar como Ele oraria. Quando eu eu digo que estou aqui em nome de alguém, quer dizer que estou representando essa pessoa. Quer dizer que eu estou fazendo o que aquela pessoa faria se estivesse alí. Orar em nome de Jesus é orar com paixão. Ele amava a Deus. Onde Ele orava se tornava o melhor lugar do universo. Você ora em nome de Jesus? Se não, agora já sabe porque suas orações não são respondidas...

Comece. Se a intenção do seu coração for boa, logo a paixão de Deus invadirá seu coração. A minha oração é que você, que leu esse texto, comece a orar em nome de Jesus...

Paz

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Fogo Abrasador


"[Deus faz] dos seus ministros um fogo abrasador."
(Sl 104.4b)

Ministro é quem administra algo, tem controle sobre isso, e pode dar esse "algo" a alguém. Todos nós somos ministros. Quando conto uma piada, estou fornecendo [ministrando] motivos de riso para o ouvinte. Quando sou implicante, estou fornecendo [ministrando] motivos para raiva em alguém. Entendeu? Nós ministramos o dia inteiro, mesmo que inconscientemente. Mas o que você tem ministrado? Raiva ou alegria? Risos ou prantos? O quê as suas atitudes tem ministrado?

Deus tem um poder magnífico: Ele transforma os seus ministros em fogo abrasador. Mas para quê eu quero ser um fogo abrasador? Já aconteceu de você estar numa "rodinha", conversando, e ninguém dar atenção ao que você falou? O fogo abrasador é um fogo que produz brasa ao redor. Ele aquece tudo à sua volta. Jesus foi o maior fogo abrasador que existiu. Ele atraiu multidões, e continua atraindo até hoje. Deus transforma os seus ministros em influenciadores de grande potencia. Sua igreja está fria? Sua família e seus amigos também? VOCÊ pode mudar esse quadro se for um ministro de Deus.

Partindo do princípio de que todos nós somos ministros, pense nessa afirmação. Ele só transforma os SEUS ministros. Se você não é dEle, Ele não te transforma. E como ser dEle? Certa vez eu estava orando e disse para Deus que queria ser um com Ele. Ele me disse: "Você só vai ser um comigo quando for um com a minha Palavra. Nela está todo o meu caráter, o meu ser. Ela diz os meus planos, quem Eu sou e como ajo". Então para sermos transformados, temos que conhecer a Palavra. Quem conhece a Palavra conhece a Deus, porque Jesus é o Verbo.

Se a sua igreja e seus círculos de amizade são frios, quer dizer que você não é fogo abrasador. Se isso acontece com você, entregue-se à Deus, pois você ainda não é dEle...

Paz...

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Sonhos


"Eu digo a vocês hoje, meus amigos, que embora nós enfrentemos as dificuldades de hoje e amanhã, eu ainda tenho um sonho. (...)Eu tenho um sonho que um dia todo vale será exaltado, e todas as colinas e montanhas virão abaixo, os lugares ásperos serão aplainados e os lugares tortuosos serão endireitados e a glória do Senhor será revelada e toda a carne estará junta. Esta é nossa esperança. Esta é a fé com que regressarei para o Sul. Com esta fé nós poderemos cortar da montanha do desespero uma pedra de esperança. Com esta fé nós poderemos transformar as discórdias estridentes de nossa nação em uma bela sinfonia de fraternidade. Com esta fé nós poderemos trabalhar juntos, orar juntos, lutar juntos, para ir encarcerados juntos, defender liberdade juntos, e quem sabe nós seremos um dia livre."

Martin Luther King

Tudo por um sonho. Esse homem viveu por um sonho. Morreu por ele. Hoje nós dizemos que é nosso sonho ter uma boa casa, um bom carro, uma boa família... Que sonhos mais insignificantes e egosístas, você não acha? Esse homem queria ver seu povo, seus descendentes, recebendo um tratamento de respeito. Percebe como os nossos sonhos perdem o valor quando se aproximam de outros maiores e mais nobres?

A única coisa que eu quero te dizer nesse dia é: Abra a sua cabeça para os sonhos de Deus. Deus quer que você faça muito mais do que ganhar o seu dinheiro e viver a sua vida pacata numa igreja. Ele quer que você seja testemunha dEle. Ele quer que as pessoas olhem nos seus olhos e experimentem do amor de Deus. Ele quer que você seja um exemplo de cristão onde você passar.

Sabe porque isso não acontece? Porque não tornamos os sonhos de Deus os nossos sonhos. Ele só está esperando você dizer "eis-me aqui". Então Ele vai pegar a brasa do altar e te santificar para fazer o que Ele planejou para você. Faça essa oração agora mesmo... Diga para Deus, com convicção, que você quer ser usado por Ele. Uma paz sobrenatural vai invadir o seu coração e ele vai começar a te provar, te treinar, para o que Ele tem em mente. Ele te respeita, respeita as suas decisões. Ele não vai te pegar à força. Faça o que Ele tem pedido à você.

"O homem só alcança a alegria plena quando está plenamente no centro da vontade de Deus"

Paz...

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Você está sintonizado?

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Sinais


"E disse-lhes Josué: Passai adiante da arca do SENHOR vosso Deus, ao meio do Jordão; e cada um levante uma pedra sobre o ombro, segundo o número das tribos dos filhos de Israel; Para que isto seja por sinal entre vós; e quando vossos filhos no futuro perguntarem, dizendo: Que significam estas pedras? Então lhes direis que as águas do Jordão se separaram diante da arca da aliança do SENHOR; passando ela pelo Jordão, separaram-se as águas do Jordão; assim estas pedras serão para sempre por memorial aos filhos de Israel. [...] e ali estão até ao dia de hoje." (Js 4.5-7, 9b)

Já reparou como esquecemos fácil das coisas de Deus? Nós saímos dos cultos, congressos, reuniões cheios de fogo. Saímos com tanta fé que achamos possível atravessar paredes, mover montanhas... Mas aí se passam 3 dias e parece que não era bem assim. Acho que o que aquele cara falou não estava muito certo... Percebe como temos que fazer força para guardar as coisas de Deus em nosso coração e não precisamos fazer nenhuma força para nos lembrarmos que alguém nos ofendeu? É porque o diabo trabalha para nós esquecermos as coisas de Deus e nos lembrarmos das coisas dele...

Mas como quardar o que Deus tem me dado? Como continuar animado depois de anos de evangelho?

Shakespeare disse:

"Há pessoas que entram por acaso em nossas vidas... mas não é por acaso que elas têm o privilégio de permanecer."

Confesso que achei essa frase meio arrogante no início [privilégio?], mas depois pensei no que ela tinha a dizer. Não é por acaso que alguém [ou algo] permanece em nossas vidas. Se eu quero que a mensagem que mexeu comigo continue latente no meu coração eu devo fazer alguma coisa. Devo fazer um memorial...

Josué mandou 12 caras da tribo pegarem 12 pedras. Eles teriam que fazer um monumento com as pedras, para lembrar a eles o que tinha acontecido. As pedras eram do rio. Eu devo pegar coisas da situação em que Deus moveu para manter viva a situação na minha memória.

Por exemplo: Um bom memorial é o testemunho. Eu conto o que Deus fez [pedras] e isso é o mesmo que construir memorial. Espalhe sobre a face da terra o que Deus fez por você. Outro memorial bom é o caderno. Escreva o que você aprendeu nas pregações que mexeram com você e tenha o hábito de pegar toda semana para dar uma olhada. Traga de volta à sua memória!

"Disto me recordarei na minha mente; por isso esperarei."
(Lm 3.21)

O que trouxe esperança ao coração de Jeremias foram as recordações boas...

Faça memoriais...

Paz

quinta-feira, 30 de abril de 2009

A Mão de Deus


"Em TUDO dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco"
(I Ts 5.18)

Uma jovem defrontou-se com uma série de tragedias. Sua mãe e dois dos seus irmãos morreram. Seu pai casou-se novamente, divorciou-se, e casou denovo. A garota não ia bem na faculdade e estava bebendo demais. Foi aí que ouviu falar de Jesus, e o aceitou como Salvador. Durante um certo tempo ela se tornou muito alegre, e, contando a sua história, contribuiu para que outras pessoas viessem a conhecer Jesus. Sua vida corria suavemente, e ela pensou que os tempos difíceis tivessem passado.

Mas, depois, novas dificuldades começaram a aparecer. Sofreu dois acidentes de automóvel e em ambos ficou ferida. Apareceu um tumor no seu pescoço, e ela sofreu muito quando teve de ser operada. Certo dia, ela tomou um refrigerante e adoeceu seriamente: haviam colocado drogas na bebida. Certa vez, quando ia para a escola, um homem tentou atacá-la com uma faca, e ela ficou bastante nervosa. De outra feita, foi perseguida por um homem com uma espingarda. Ladrões começaram a rondar sua casa uma noite, e um deles entrou e violentou-a. Por fim, foi despedida do seu emprego de tempo parcial, porque seu chefe achou que se tanta coisa ruim acontecia era porque ela não devia estar procedendo bem.

A moça lutava para não perder a fé. E a parte mais difícil foi justamente ter que suportar a suspeita e a desconfiança do pessoal da sua igreja. Foi então que algo brilhou na sua mente. "Compreendi de repente que Deus era tudo o que eu tinha", disse ela. "Os outros podem ter segurança. Comigo é diferente. Eu só tenho a Ele. Tudo o que me aconteceu fez com que eu enxergasse isso mais claramente". Ela passou a agradecer por tudo e a alegria de Deus começou a inundar a vida dela de uma forma tão especial que o seu testemunho passou a firmar a fé de outros.

Às vezes nós ficamos presos na tristeza de nossa incapacidade de resolver os problemas. Entenda que tudo o que você passa é uma ferramenta de Deus para moldar o seu caráter. Se Deus quer te fazer mais paciente, Ele trará clientes insuportáveis ao seu escritório. Se Ele quer te dar muitas coisas, Ele te deixará com pouco, para ver se sua fidelidade permanecerá na escassez. Um bom exemplo é o de Jó. Aprenda a enxergar a mão de Deus em todas as áreas da sua vida. Te garanto que a tristeza irá sumir e o seu rosto brilhará com a alegria do Senhor. EXPERIMENTE.

Paz....

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Medidas


"Mas a Escritura encerrou TUDO debaixo do pecado"
(Gl 3.22a)

Todos nós temos um padrão para o pecado. Alguém que mata é pior do que alguém que mente. Mas se a mentira levar a morte de alguém, e a pessoa que mentiu nem ligar? Aí quem é mais pecador? Você pode dizer que não julga as pessoas, que todos são pecadores, inclusive você... Mas a verdade é que ninguém acredita nisso de fato. Eu, com certeza, sou menos pecador do que alguém que está preso por estupro!!! Certo? NÃO!!!

Hoje eu vi uma notícia que me deixou chocado: Uma mãe bateu na porta de uma casa, vendendo o seu filho por 10 reais. Eu pensei: "É muita frieza... Como uma pessoa pode fazer uma coisa dessas?" E isso aconteceu muito próximo de onde moro. É um tipo de coisa que pensamos que nunca vai acontecer perto de nós. Mas aí Deus começou a me dizer: "Você acha que isso é muito ruim? Saiba que você, sem o sangue de Jesus, tem a mesma carga de pecado"...

Dependendo da análise que for feita, todo pecado é o mesmo. Vou te provar:

Um livro muito famoso é "O Caçador de Pipas", de Khaled Hosseini. Veja um trecho:

"Existe apenas um pecado, um só. E esse pecado é roubar. Qualquer outro é simplesmente a variação do roubo. Quando você mata um homem, está roubando uma vida. Está roubando da esposa, o direito de ter um marido, roubando dos filhos um pai. Quando mente, está roubando de alguém o direito de saber a verdade. Quando trapaceia, está roubando o direito à justiça [...]"

Vamos continuar esse pensamento? Sabia que todo o pecado se resume na soberba? Quando você mata um homem, está sendo soberbo, porque se acha tão superior a ponto de poder tomar a vida dele. Ao matar você está dizendo que tem o julgamento mais correto que o de Deus, pois Deus o deixou vivo, mas você não cometeria um erro desses... Quando mente, está sendo soberbo, porque acha que só você tem o direito de saber a verdade, afinal a outra pessoa não entenderia como você entende..... Todo pecado se resume em adultério, porque você, que Deus escolheu como noiva, trai a Ele satisfazendo seus desejos com satanás...

Percebeu? Essa linha de raciocínio não tem fim. Na verdade todo pecado é igual. A Palavra encerra a TODOS debaixo do pecado, porque no final, o pecado é só um mesmo. Nem eu, nem você, nem ninguém... Todos pecaram e tem o mesmo nível de pecado, porque todos cometeram o mesmo pecado. Não há melhor nem pior, apenas há justo e injusto. Tudo através do sangue de Jesus.

Agora tome mais cuidado quando você pensar em julgar alguém. O seu pecado é o mesmo.

"Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós"
(Mt 7.2)

Paz...

terça-feira, 14 de abril de 2009

Como manter a chama?

"E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo."
(Mt 24.12-13)

Nós passamos por vários momentos diferentes depois de nos convertermos. Mas o momento mais sagrado e amado por todos os verdadeiros cristãos é o primeiro amor. É o momento em que Deus é a única coisa que nos importa, e nós entendemos o nosso devido lugar. Sentimos prazer em seguir a Palavra, e tudo na nossa vida muda drásticamente.

Mas aí algo acontece... Nós começamos a nos acostumar com a presença de Deus. O mover de Deus se torna apenas gritaria. O Maná se torna "pão desprezível". E os nossos olhos, que antes estavam fechados para apenas enxergarmos a Deus com o coração em adoração, agora estão abertos, olhando em volta... procurando frenéticamente os erros dos outros. É exatamente nesse momento que soltamos a mão do Pai, e dizemos: "Obrigado por ter me ajudado até aqui... Agora eu já aprendi e vou sozinho"... Isso acontece porque a iniquidade se multiplica ao nosso redor, e começamos a prestar atenção nisso.

Mas graças a Deus existe algo chamado "saudade". O Espírito começa a nos incomodar. Mas como nos encher do amor de Deus? Como desejá-lo mais que tudo novamente?

1 - Palavra

"E disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras?"
(Lc 24.32)

As revelações fazem o nosso coração arder. Medite na Palavra! No começo pode ser um pouco difícil, mas logo o nosso coração começa a arder pelas brasas do altar que são lançadas no nosso coração.

2 - Reconhecimento

"...seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama."
(Lc 7.47)

A medida do reconhecimento do quanto sou errado e do quanto Deus tem me perdoado será a mesma medida do meu amor. Enxergue os seus pecados e receba o perdão de Deus. Depois disso o seu coração queimará...

Deixa o fogo te queimar...

Paz...

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Expulsando Cananeus...


"E sucedeu que, quando Israel cobrou mais forças, fez dos cananeus tributários; porém não os expulsou de todo."
(Jz 1.28)

Deus tinha feito uma aliança com Israel: "Eu lhe dou as terras e vocês não fazem aliança com eles, só comigo". Na hora que a benção chega, Israel faz exatamente o que Deus tinha pedido para eles não fazerem. É impressionante como a gente perde a memória quando a benção chega. Antes a gente promete tanta coisa para Deus...

Israel lutou, mas não fez o serviço completo. Eles fizeram os cananeus de servos. E esse também é, muitas vezes, o motivo de nossa queda. Nós vamos até um certo ponto, e deixamos os cananeus conviverem conosco. "Essa amizade aqui não tem problema. Eu conheco ele a muito tempo", "Eu já não fumo, não bebo, mas não abro mão do jogo", "Poo... Eu já não assisto filmes impróprios, que que tem de mais ouvir essa banda?", "Ah... Eu vou na igreja todo domingo, e esse show é só uma vez no ano"... E as nossas terras vão se enchendo de cananeus...

Aí tudo que você tenta fazer dá errado, você sente tristeza quando põe a cabeça no travesseiro, tenta fazer o certo, mas não consegue... Isso é um sinal: Tem cananeu na área. O pecado é uma consequência, não uma causa. Se eu deixo cananeus no meu território, eles irão alimentar minha carne até que ela gere o pecado. Eles são a raiz que alimenta o pecado. Enquanto você não cortar essa raiz, o diabo vai ter base legal para colocar no seu coração o que ele quiser. Aí vem medo, insegurança, tristeza...

Tome uma decisão hoje. Expulse os cananeus da sua vida, para que você possa viver a vida abundante prometida na Palavra por Jesus.

Paz...

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Você vai para o Céu?


"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade."
(Mt 7.21-23)

Sabe... Estamos vivendo em tempos difíceis. O "nível de conversão" de uma pessoa é medido pela quantidade de poder que ela tem. Nós olhamos e dizemos: "Mas aconteceu isso! Fulano falou e aconteceu! Eu senti Deus falando através daquela pessoa!" Ainda pode acontecer conosco... Nós podemos expulsar demônios, trazer a cura pelo nome de Jesus... Mas é isso que te denomina um cristão verdadeiro? NÃO.

Ouço muitas pessoas dando exemplos extraordinários para dizer que algum ministério é de Deus ou não. As pessoas provam por milagres, sinais, maravilhas. Mas o que Jesus disse à respeito?

"Nisto todos conhecerão que sois meus discípulos, se vos amardes uns aos outros"
(Jo 13.35)

A minha identidade espiritual é o amor. Quer saber se alguém é um discípulo verdadeiro? Veja o nível de amor dele. Pouco me importa se você fica arrepiado quando eu falo, se teve visões enquanto lia esse texto, se sonhou algo diferente... isso não quer dizer nada. A igreja atual está cheia de curas, milagres, sinais, mas sem amor. Jesus não disse: "Nisso vocês vão saber que são meus discípulos: Eles sabem a bíblia toda, curam enfermos, expulsam demônios, fazem prodígios..."

Só uma coisa pode te denominar cristão: AMOR. E se você não tiver isso, todo o resto é lixo, é excremento, cheira mal diante de Deus. Mas se você tem amor, quer dizer que você é a verdadeira igreja que Jesus vai buscar, e o resto é adereço ao corpo da Noiva de Cristo.

Aonde está o amor?

"Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes."
(Mt 25.34-40)

Amor é atitude. Vamos agir?

Paz

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Vai se Converter!!!


"Mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, confirma teus irmãos"
(Lc 22.32)

Se imagine nessa situação. Você se torna discípulo de Jesus... Passa 3 anos com ele. Você é um dos doze discípulos que ele escolheu para serem os líderes. Deu poder do céu à você. Você curou pessoas em nome de Jesus, expulsou demônios em Seu nome. Depois disso tudo Ele diz para você: "Satanás pediu você, mas eu orei por você para que a sua fé não desfaleça... Quando você se converter, confirma os seus irmãos". Você olha abismado. "Uai! Ele disse que eu era Pedro, e que sobre essa pedra a igreja seria edificada! Agora ele vem com esse papo de 'se converter'?"

Esse é o nosso problema. Com o passar do tempo começamos a achar que somos alguma coisa. "Eu já tenho 5 anos de igreja! Sei muito bem o que é isso!"; "Eu tenho seminário completo! Conheço muito a Bíblia!"; "Eu ando com Jesus à 3 ANOS! Você ouviu bem? Tem 3 ANOS que eu como, bebo, durmo, oro e trabalho com Ele..." E assim nós começamos a ser enganados. O diabo nos engana direitinho, nos faz de trouxa e nos prende na gaiola da religiosidade. Sabe o que eu tenho para te dizer? VAI SE CONVERTER!

O diabo conseguiu te enganar até agora, mas hoje você está lendo uma Palavra de libertação vinda diretamente de Deus. Busque, volte ao primeiro amor. Pedro estava tão cego pela religiosidade que disse "Eu vou até a morte com você!". Sabe qual foi a resposta de Pedro para Jesus depois de se converter?

"Simão entristeceu-se por lhe ter dito terceira vez: Amas-me? E disse-lhe: Senhor, tu sabes tudo; tu sabes que eu te amo" (Jo 21.17)

Pedro agora tinha mudado de atitude. Ele sabia que Jesus sabe de tudo. Ele agiu com humildade. E essa é uma das maiores características de quem se converteu de verdade: HUMILDADE. Pedro sabia que era pecador e poderia vir a errar novamente, não foi como antes: "Nada! Eu não vou falhar Jesus!"

Agora pega esse seu orgulho e joga no lixo. Que tal se converter hoje?

Paz